top of page

Os melhores países para fazer um curso no exterior


É difícil apontar qual seria o melhor país para estudar fora do Brasil. Isso porque cada destino oferece uma experiência diferente e, cada intercambista está em busca de uma determinada vivência. Fatores como idioma, clima e possibilidade de trabalho influenciam bastante na escolha do país e cidade e são fundamentais para o sucesso do seu intercâmbio. Se você decidiu estudar fora do Brasil, mas ainda está em dúvida sobre qual o melhor lugar que se adequa as suas necessidades, não deixe de conferir essa lista. O resultado de um intercâmbio nós garantimos, é extremamente recompensador.

Estudar no Canadá

Morar no Canadá, seja para aprender um novo idioma ou buscar novas oportunidades, é o sonho de muitos brasileiros. Ano após ano, o país recebe não somente nossos conterrâneos, mas estudantes do mundo todo. Toronto, por exemplo, possui mais de 50 porcento de sua população formada por imigrantes. Vancouver já foi eleita várias vezes como a melhor cidade do mundo para se viver, sendo um dos lugares mais procurados por intercambistas no país devido sua diversidade de praias, parques, montanhas e modernidade urbana. O país é o segundo maior em extensão territorial, perdendo apenas para Rússia. No entanto, é o oitavo país com menor densidade demográfica do planeta, ou seja, sem a imigração, a população do Canadá provavelmente estaria diminuindo.

Os números na área da educação também impressionam – o Canadá é o país “mais educado” do mundo, segundo um estudo realizado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico. Mais da metade dos residentes no Canadá possuem ensino superior completo e as universidades do país estão entre as melhores do mundo.

Com a alta no dólar americano, as cidades canadenses se tornaram ainda mais atrativas para os brasileiros, sendo Vancouver e Toronto as mais procuradas por quem quer fazer um curso no exterior.

De costa a costa, o país oferece inúmeras oportunidades para todos os tipos de estudantes. Delicie-se com bons restaurantes, faça expedições selvagens e de observação de baleias que partem de Vancouver para Nova Scotia ou aproveite os esportes de neve, como patinação no gelo e esqui em em Whistler ou Banff – o Canadá tem muito a oferecer!

Intercâmbio na Irlanda

Há alguns anos em alta entre os brasileiros, a Irlanda faz parte da União Europeia e fica localizada em uma ilha ao norte do continente. Muitas pessoas do mundo todo escolhem a Irlanda para estudar inglês, fazer curso superior ou trabalhar e, devido sua grande concentração de empresas do ramo de informática e tecnologia, Dublin é conhecida como o Vale do Silício Europeu. A cidade abriga grandes empresas sem perder a atmosfera de uma cidade pequena, onde é possível cruzar o centro a pé, ir para o trabalho de bicicleta e facilmente encontrar conhecidos na rua.

Dublin é a capital irlandesa e a maior cidade do país, com mais de 1 milhão de habitantes. Também é o lar da maioria dos brasileiros que moram atualmente no país. Cork, ao sul, é a segunda maior cidade, e Limerick, no centro-oeste, e Galway, na costa oeste, também são cidades irlandesas escolhidas por estudantes brasileiros.

No inverno, a temperatura média da Irlanda é de 8 graus, podendo chegar a menos de 0 em alguns dias. Já no verão, a média é de 20 graus e raramente os ponteiros passam de 30 graus. O clima frio e chuvoso faz com que os dias de sol sejam muito valorizados por lá ou seja, se você é daqueles que não suporta frio, pense bem antes de escolher a Irlanda como destino do seu intercâmbio. No entanto, mesmo para os que preferem as altas temperaturas, a Irlanda pode ser surpreendente. Paisagens incríveis, bela arquitetura e riqueza histórica e cultural não deixam a desejar no país.

A Irlanda também oferece diversão garantida para os intercambistas. Em grande parte dos pubs e casas noturnas, a entrada é gratuita e, para os que gostam de aproveitar o dia, as cidades são cheias de parques. Dublin é cheia de museus e bibliotecas públicas. Para os apreciadores da arquitetura, um simples passeio a pé em qualquer uma das cidades irlandesas pode render centenas de fotos e muitos lugares para admirar. O interior do país também oferece atrações incríveis.

Estudar nos Estados Unidos

Se você deseja passar somente algumas semanas nos Estados Unidos ou mesmo um ano letivo inteiro, o país oferece o intercâmbio certo para você. Donos da maior economia do mundo, os EUA impõem tendências tecnológicas, de cinema, moda e entretenimento mundiais. Sua extensa faixa territorial traz uma gama enorme de oportunidade e possibilidades para quem procura e sonha com a experiência de viver fora do país. Mesmo com uma certa burocracia para aceitar trabalhadores, estudantes e até mesmo turistas, a terra do Tio Sam ainda é um dos destinos favoritos dos brasileiros quando o assunto é intercâmbio.

A expressão “sonho americano” popularizou-se ao redor do mundo por conta da grande influência cinematográfica do país. E, a busca por esse sonho acabou tornando os EUA um dos destinos mais procurados, não apenas pelos brasileiros, mas por pessoas do mundo todo. Independente do destino escolhido para seu intercâmbio, você encontrará uma cultura regional rica em história, tradições e costumes locais, com influência de imigrantes do mundo todo – um resultado bastante interessante.

No país estão algumas das cidades mais fascinantes do mundo e das mais belas paisagens. O sistema educacional é também um ponto decisivo, com algumas das melhores universidades e escolas de idiomas do mundo. A nação mais poderosa do mundo continua sendo o destino certo para o estudante que quer ampliar os horizontes em todos os sentidos. Estudar inglês no país mais globalizado do planeta é, sem dúvida, um dos melhores investimentos para quem quer aprender ou aperfeiçoar o idioma.

Desde os parques temáticos e as cobiçadas praias da costa leste, até os vastos desertos e canyons da região central, a diversidade geográfica do país oferece a oportunidade de conhecer diferentes tipos de atividades. As opções são tantas que você pode escolher os EUA que quer conhecer – cada um dos 50 Estados possuem seu próprio charme e, seja qual for a cidade escolhida para seu intercâmbio, estará de braços abertos para receber os viajantes brasileiros.

A experiência da Austrália

São muitos os motivos que fazem a Austrália ser bastante procurada por intercambistas: uma infraestrutura invejável, ótimo sistema de saneamento e transporte público, receptividade e também a facilidade no processo de retirada do visto. O país também possui excelentes índices de qualidade de vida, com instituições de ensino de alta qualidade, além de oferecer permissão de trabalho para estudantes internacionais.

Formada por diferentes grupos étnicos, é considerado um dos países com maior diversidade cultural do mundo, e uma ótima oportunidade para se conhecer pessoas de diferentes nacionalidades. Os australianos, também conhecidos como aussies, são um povo acolhedor, amigável e alegre, sempre dispostos a conhecer e valorizar as diferentes culturas levadas pelos estudantes internacionais.

Nas últimas décadas, a Austrália vive um crescimento econômico contínuo, apresentando uma das economias mais estáveis e confiáveis do mundo, tendo um dos menores índices mundiais de desemprego. É também o destino ideal para quem busca combinar os estudos com lazer, turismo e atividades esportivas. Em que outro lugar no mundo você encontra tubarões, morcegos gigantes, cangurus, coalas e demônios da tasmânia convivendo num mesmo ecossistema? Pra quem não tem medo do desconhecido e é curioso para saber mais sobre a excentricidade de um país que preserva sua fauna esse é o local ideal.

A vida na Nova Zelândia

Educação de primeira, excelentes opções de cursos e a facilidade em conciliar os estudos com a possibilidade de trabalhar são alguns do motivos que muitos intercambistas escolhem a Nova Zelândia para estudar fora do Brasil.

Fazer intercâmbio no país pode ser uma aventura, já que o destino é conhecido como a capital mundial dos esportes radicais. Seja praticando surfe, rafting ou acampando, passar seu tempo livre em meio a natureza é uma das atividades mais comuns de quem faz intercâmbio na Nova Zelândia. No mar, os visitantes ainda podem nadar com golfinhos e peixes de todas as cores, que compõem a diversidade marinha. Além disso, a mistura de colonização Europeia com a cultura do povo nativo, os Maoris, resultam em um povo receptivo, com um estilo de vida tranquilo que privilegia o contato com a natureza.

Dividida em duas grandes ilhas, a capital mundial da aventura possui um povo hospitaleiro e ami-gável, aberto a receber turistas e estudantes das mais diversas culturas. As cidades mais popu-losas, Wellington e Auckland, estão entre as preferidas dos intercambistas e mesclam atividades de lazer, financeiras, universitárias, tendo assim, um perfil jovem e moderno. A demanda é atendida com muitas opções de vida noturna, bares, restaurantes e cafés.

Sempre no ranking dos países com melhor índice de desenvolvimento, a terra dos kiwis (como são chamados os nativos, por causa de um pássaro típico da região) possui excelente qualidade de vida e estrutura para seus habitantes, além de apresentar um dos menores níveis de corrupção no mundo. Está também entre os mais pacífico e felizes do planeta, e a preocupação e os inves-timentos do governo neozelandês em educação são intensos.

Desde janeiro de 2014, os estudantes que matriculados em cursos com 14 semanas ou mais de duração têm permissão para t